10 Motivos para ter um site profissional para seu negócio

Em um mundo globalizado, ter um site profissional na internet não é mais um luxo para poucos, e sim uma regra geral para empresas que querem sobreviver em um mercado cada vez mais agressivo e obter resultados.

Ter um site profissional na internet se tornou indispensável para empresas de todos os tamanhos: grande, médio ou pequeno porte. Esta ferramenta possibilita comunicação junto ao seu cliente sobre os seus produtos e serviços, apresentando seus diferenciais. Mas não basta ter um site “bonitinho” e esperar que chova clientes!

Pelo contrário, ter um site profissional na internet é apenas o primeiro passo para a empresa que está “engatinhando” no mundo virtual, é o começo de muito trabalho para que essa ferramenta seja utilizada de forma inteligente, que possa corresponder positivamente ao tempo e dinheiro investidos.

Afinal Este site precisa converter os visitantes em clientes. Tudo deve ser minuciosamente planejado para que os internautas venham ser impactados pela sua presença online e desejem fazer negócios com você.

Cerca de 90% das empresas que atualmente estão na internet não obtêm o sucesso esperado. Porquê? Simples: quem o produziu não pensou no público alvo do site, pensou apenas no “design” da página, o design é muito importante mais ele tem que ser relevante para seu público. 

Antes de começar a desenvolver um projeto web, é necessário saber o que seus clientes querem quando entram em seu site, é necessário satisfazê-los, cativá-los para que se sintam seguros em relação a sua empresa, e percebam os valores que a destacam no mercado!

Existem milhares de bons motivos para você ter um site profissional, mas agora vou destacar para você apenas 10 motivos que vão ser suficientes para colocar você na frente dos seus concorrentes

10 Motivos para ter um site profissional para seu negócio

  1. O seu Negócio aberto 24 horas do dia, durante os 365 dias do ano.

    Ao contrário do seu escritório ou loja, que tem um horário de funcionamento, o seu Site está acessível 24 horas por dia, 365 dias por ano. Os seus clientes podem preferir informarem-se sobre o seu negócio, produtos ou serviços fora do horário de expediente ou durante os fins de semana, por isso, ter um Site na Internet cria mais oportunidade de negócio.

  2. Apresente uma imagem profissional.

    Para um pequeno negócio, um Site de Internet bem construído é uma excelente maneira de induzir confiança e aparentar ser maior do que na realidade é. Atualmente, os seus clientes presumem que já tenha um Site na Internet. Atualmente, os seus concorrentes mais diretos provavelmente já têm um Site na Internet. Se assim for, acompanhe a tendência sem se deixar afastar e arranje maneira de o seu Site ser melhor, como por exemplo apresentando o seu diferencial.

  3. Desenvolva um marketing mais eficiente.

    Ao invés de investir alto para divulgar os seus produtos e serviços na mídia tradicional, você poderá criar anúncios mais econômicos que façam referência ao seu site, assim no seu site você detalha ainda mais as características do seu produto ou serviço e ainda pode aproveitar para divulgar outros produtos ou serviços afins.

  4. O seu Catálogo ou Portifólio pode ser alterado a qualquer momento.

    Um Site de Internet é mais fácil, econômico e rápido de alterar que o material impresso. As suas capacidades são quase ilimitadas e permitem-lhe fornecer mais e melhor informação aos seus clientes. Irá também poupar dinheiro em custos de impressão e distribuição.

  5. Alcance novos mercados com uma audiência global.

    Na Internet o seu mercado já não é apenas o local. Passa a ter o potencial para ser visto por milhões em todo o globo. Alguma vez imaginou que o seu negócio teria a possibilidade de alcançar um mercado global? Pois com um Site de Internet pode. Sem dúvida, um Site de Internet é a forma mais económica de negociar a nível nacional ou internacional.

    1. Melhore o serviço ao cliente.

      Ao fornecer resposta a questões no seu Site de Internet, vendas e pedidos de informação, podem ser processados de forma automática e imediata, quer tenha alguém no escritório ou não. Formulários online podem ser utilizados para permitir aos seus clientes o pedido de orçamentos ou informações adicionais. Poupe nos custos, permitindo que possam fazer o download de propostas e outros documentos importantes.

    2. Venda os seus produtos.

      Por que pagar aluguel, luz e todos os outros custos inerentes às instalações físicas de uma loja? Vender através de um Site de Internet é muito mais barato e é uma excelente maneira de complementar o seu negócio já existente. É o mercado de ecommerce no Brasil cresce de 20 a 30 % ao ano e cada vez mais empresas estão migrando suas lojas e departamentos para o virtual


    1. Promova os seus serviços.

      Consultórios, Imobiliárias, Contadores, Fotógrafos e todos os negócios orientados para os serviços devem anunciar e apresentar as suas soluções. Milhares de possíveis clientes estão a procura de Sites de Internet das empresas para conhecer melhor os serviços que lhes estão disponíveis e até para decidirem qual a empresa e o serviço que lhes é mais adequado.
      mais atenção nessa hora um site profissional faz toda a diferença


    1. Recolha informação valiosa.

      Pode obter informação importante sobre o mercado e os seus clientes através de formulários online. Em vez de pesquisar por essa informação, deixe que ela venha até você. Esta ferramenta é excelente para fazer prospecção de mercado dos seus produtos e serviço e criar uma enorme e engajada carteira de clientes.

    2. Recrute funcionários e crie parcerias.

      Caso esteja à procura de funcionários ou de empresas que complementem os seus serviços, um Site na Internet é uma excelente forma de fazer parcerias para construir e aumentar o seu negócio.

    E como aqui na Dinamiza nós sempre entregamos mais do que prometemos, segue mais alguns motivos de Bônus para você

    1. 105 milhões de usuários conectados
    Segundo o Ibope Media, somos 105 milhões de internautas sendo o Brasil o 5º país mais conectado. Até 2015, o Brasil deve ser o 4º país mais conectado, ultrapassando o Japão.

    12. 63 milhões de usuários ativos que já compraram ao menos uma vez na internet

    A internet se tornou o veículo de maior alcance no Brasil, os internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços. Antes de comprar, 90% dos consumidores ouvem sugestões de pessoas conhecidas, enquanto 70% confiam em opiniões expressas online


    1. Já passamos dos 30 bilhões em compras na internet só em 2014

    Somente no primeiro semestre de 2014, o comércio eletrônico faturou R$ 16,06 bilhões, superando o mesmo período do ano passado – quando registrou R$12,74 bilhões –, e com crescimento nominal de 26% no setor.

E agora que você tem muitos motivos para ter um site profissional, não perca mais tempo, a Dinamiza é a parceira ideal, confira nossos planos e se tiver alguma dúvida deixe seu comentário.

Clique Aqui para conferir os Planos

ABSOLUTAMENTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA SE TORNAR UM IMPORTADOR PROFISSIONAL

dinamiza importador

Quando você era criança sonhava em se tornar um profissional bem sucedido, engenheiro, médico, atriz, jogador de futebol, mas ao chegar à idade adulta percebeu que nada é tão simples assim, com o mercado de trabalho altamente competitivo tornando os sonhos difíceis de alcançar.

Nosso propósito nesse artigo é ajudar você, querido leitor, a usar seus conhecimentos e habilidades para se tornar um IMPORTADOR PROFISSIONAL DE SUCESSO.

Com organização e disciplina, montar seu próprio negócio não será aquele bicho de sete cabeças que imagina e se você já tem um negócio, poderá usar essa ferramenta para alavancar seus resultados.

Uma pesquisa divulgada pelo Sebrae mostra que milhões de brasileiros tem se decidido por empreender seu próprio negócio.

Dos 3,5 milhões de microempreendedores individuais (MEI), 48,6% trabalham em suas próprias residências.

Sei que você precisa de renda extra com regularidade, mas não dispõe de tempo para assumir um segundo ou até mesmo um terceiro emprego.

Quando isso acontece, é hora de ser criativo e encontrar uma oportunidade de trabalho que se acomode em sua disponibilidade.

Vender produtos importados provém uma série de possibilidades, seja para quem quer ter uma renda extra ou para quem é dono de pequenos negócios.

Iremos te apresentar agora algo que será a solução que você estava procurando, um produto, testado e aprovado por milhares de pessoas que tem sido sucesso de vendas no nicho de importação.

Intrigante, não é? Para quem quer começar um negócio sustentável, este CURSO será como uma luz no fim do túnel.

importar_roupas

Para começar um negócio de venda de produtos importados é preciso estar ciente do que e como irá vender o produto: na internet, na faculdade, no trabalho atual, para amigos, etc.

Não estou falando de algo ilegal, mas sim de algo seguro e real que poderá ser a solução que você procura.

Talvez você já tenha tentado trabalhar com produtos importados e acabou fracassando. Mas, porque não deu certo? Bom, acho que o que importa aqui é que você tem a oportunidade de rever seus conceitos, tomar novos rumos e seguir em frente.

Você já sentiu aquela vontade de começar um negócio próprio e abandonar aquele emprego que odeia, e quando pensa nisso sente um frio na barriga e o coração batendo mais forte?

Você sente vontade de embarcar de vez em uma nova jornada? Uma jornada com a qual sempre sonhou e desejou percorrer?

Temos uma dica para você:

“Seja autêntico. Seja honesto. Faça o melhor. Cuide bem da sua família. Trate as pessoas com respeito. Siga os seus sonhos.” Brendon Burchard

Confie no seu “instinto empreendedor”, essa será uma de suas decisões mais importantes, que moldará a sua maneira de enxergar o mundo e o modo de traduzir suas habilidades em conhecimento e liberdade para as pessoas que estão à sua volta.

10629731_620543548056757_3891304413982891982_n

CLIQUE AQUI E SE SURPREENDA COM O
CURSO DO NOSSO AMIGO FILIPE BARCELLOS

Boa sorte e Sucesso!

8 apps que ajudam empreendedores a gerenciar seus negócios

A mobilidade oferecida pelos smartphones e tablets fez com que o mundo dos negócios passasse por grandes mudanças. Hoje é possível editar documentos em grupo, controlar finanças, organizar ideias em formatos multimídia e até realizar pesquisas de opinião – tudo isso à distância.

Clique aqui e confira!

Bate Papo com Conrado Adolpho e Cristian Barbosa

Gerenciamento de tempo, produtividade, resultados, tudo está interligado. Saber organizar suas tarefas e prioridades ao longo do dia, da semana, do mês, e assim a diante, é fundamental para manter sua empresa funcionando dentro dos trilhos.

 

Por isso, gostaria de compartilhar com você um vídeo que fala justamente sobre isso. É um bate-papo entre o Conrado Adolpho, especialista em Marketing Digital para Pequenas Empresas, e o Christian Barbosa, maior autoridade em Gerenciamento de Tempo e autor do livro A Tríade do Tempo.

 

A conversa entre os dois ficou bem interessante e pode te dar muitos insights.

CLIQUE NA IMAGEM PARA ASSISTIR AO VÍDEO

bate papo com Christian Barbosa   YouTube

 

 CLIQUE AQUI PARA SABER UM POUCO MAIS SOBRE O MÉTODO 8Ps 

 

Leia também:

[8Ps] Como Mais de 3.000 Empreendedores Já Transformaram Suas Empresas em Uma Máquina de Vendas

Como publicar conteúdo automaticamente na fan page?

Esse é o artigo que realmente poderá ajudar você nessa situação contundente, tenho notado a incessante busca por informação relevante a colocação de conteúdo ( artigo ) de seu blog em sua fan page no facebook, notei até que pessoas recomendam pedir ajuda a algum amigo para que faça isso de forma que não fique muito demorado e trabalhoso para o blogueiro.

Sabemos da importância em ter sua fan page recheada de conteúdo, para que o seu curtir seja o extase. Bem! Para falar a verdade estou usando essa técnica a pouco tempo é o resultado é muito surpreendente, serve para você postar automaticamente o conteúdo de seu blog para a sua fan page no facebook e até mesmo para twittar seus artigos no forte twitter.

Vou te ensinar a colocar seus artigos nessas duas redes sociais automaticamente, toda a vez que você criar um conteúdo novo, terá ele publicado automaticamente em sua fan page no facebook e no twitter.

  • PASSOS NECESSÁRIOS

Tenho em mente que você já tenha o seu blog com algum conteúdo, se não tiver peço que primeiro consiga seu blog, crie algum conteúdo e retorne a esse artigo, se ja passou por essa etapa, então prosseguimos com a explicação.

Você simplesmente utilizará da ferramenta twitterfeed.com entre no site e faça seu cadastro, faça os procedimentos requeridos e acesse a conta, após efetuar seu login você verá uma página como a imagem abaixo, clique ao lado

No campo ( Feed Name ) Coloque o nome que quiser para você reconhecer esse feed quando precisar alterar alguma coisa, recomendo o nome da sua fan page ou site/blog que estará informando os artigos, no campo ( Blog URL or RSS Feed URL ), coloque o endereço de seu feed, você poderá clicar em algo no seu blog que tenha o seguinte link:

Posts RSS

  • Ou clique na imagem

O endereço que aparecer no topo do navegador, copie e cole na caixa no twitterfeed e clique em ( test RSS feed), se ficar ok, significa que esse endereço está correto, clique em ( Continue to step 2 ), você agora estará na tela Feed Publishing,escolha se quer automatizar suas publicações para o twitter ou para o facebook tendo até outras opções, se optou por twitter, basta autenticar sua conta, o mesmo você poderá fazer para o facebook, você deverá autorizar o aplicativo para suas contas isso é seguro, feito esses procedimentos, clique em (Create service), agora você poderá proceder da mesma forma para outras redes sociais a que tenha cadastro, terminando clique em (All Done), pronto!

Agora tudo que você publicar em seu blog, irá automaticamente para o seu facebook, twitter, linkedin e etc, as redes que você configurou para que o aplicativo tenha acesso. Dessa forma seu conteúdo estará automatizado sempre sem ter a necessidade de você colocar mais as mãos na massa.

Leva um tempo para a publicação, no início da pagina do twitterfeed em ( Updating Every ) você poderá notar quando o seu feed será publicado nessas redes sociais.

Se gostou desse artigo e lhe foi útil, por favor deixe abaixo seu comentário e não esqueça de dar um curtir, sucesso!

Saiba quais formas de pagamento deve utilizar na sua loja vitual

Quais são as formas de pagamento que devo utilizar na minha loja virtual?

Quais são as formas de pagamento que devo utilizar na minha loja virtual?

 

Sem dúvida a parte mais critica de qualquer loja virtual são os meios de pagamentos. Não adianta ter o melhor sistema de loja virtual, o melhor preço, a melhor promoção o melhor produto se quando o cliente chega ao momento de fazer o pagamento, onde realmente a venda acontece, o cliente perde muito tempo ou, as vezes, nem consegue concluir a transação. Alem do risco de perder vendas, normalmente, é na escolha das formas de pagamento que o lojista irá oferecer na sua loja é que estão os maiores custos e/ou riscos.

Todos sabem que no Brasil mais de 60% das vendas feitas pela internet o meio preferido pelos clientes para efetuar pagamentos são os cartões de credito, por isso, é imprescindível que possamos, de alguma forma, oferecer esse tipo de pagamento aos nossos clientes e para isso existem, basicamente, duas formas de fazer: através de intermediadores de pagamento (Pagseguro, Pagamento Digital, Paypal…) ou via contratação direta com as operadoras. Nesse artigo vou tentar levantar os pontos positivos e negativos dessas duas formas e fazer uma analise para os que estão iniciando no comercio eletrônico com sistemas intermediadores de pagamento para saber quando que começa a valer a pena oferecer cartões de credito diretamente com as operadoras.

Cartões de credito diretamente com a operadora

Depois de certo volume de vendas mensais essa forma é, sem duvida, a melhor para os lojistas, pois é mais fácil para o cliente pagar e assim aumentando consideravelmente quantidade de vendas pagas e também é a que tem os custos variáveis mais baixos, entretanto também é a mais arriscada para quem não tem nenhum sistema de analise de risco, por isso, é importante que o lojista ao optar por essa forma esteja ciente das vantagens e desvantagens:

Vantagens:

Custo variável baixo:

As operadoras de cartão de credito cobram do lojista taxas por transação de 3.0% a 4.5% em cima do valor da venda, dependendo do contrato e do volume mensal de vendas.

Possibilidade de parcelamento sem juros com menor custo:

Uma condição de pagamento atrativa é, muitas vezes, a diferença entre efetuar uma venda ou não. E a mais famosa delas, para nos brasileiros, é a de X vezes SEM JUROS. Com sistemas de pagamento também é possível oferecer essa condição de pagamento, mas as taxas variáveis se tornam praticamente inviáveis. Com meios de pagamento próprio você pode oferecer pagamento parcelado sem taxas variáveis extras, porem recebimento das compras acontecerá de forma parcelada aumentando assim o seu prazo médio de recebimento o que exigirá do dono da loja um controle maior no fluxo de caixa.

Maior facilidade para os clientes efetuarem o pagamento:

No Brasil a media de abando do carrinho de compra gira em torno de 57% e grande parte dessa taxa de abandono está relacionada a dificuldades no processo de compra/pagamento ou a sensação de falta de segurança dos clientes. Redirecionar o cliente para outro site e/ou obrigar ele a fazer mais um cadastro são situações que, sem duvida, não ajudam na redução disso.

Apesar de não haver pesquisas que comprovem isso já tive clientes que ao passarem a oferecer formas de pagamento direto com bancos e operadoras de cartão de credito diminuíram muito a sua taxa de abandono de carrinho de compras e dessa forma aumentaram a quantidade de vendas pagas em até 50%.

Adiantar recebimentos

Tendo pagamentos a serem recebidos das vendas feitas via cartão de credito muitos bancos oferecem a possibilidade de adiantar recebimentos por taxa muito atraente. Para quem está precisando de dinheiro rápido e tem valores a serem recebidos das suas vendas há bancos que fazem esse adiantamento por juros de 0,9% a 1,5% para cada 30 dias de antecipação. Adiantar recebimentos do cartão de credito é uma ótima alternativa para conseguir dinheiro rapidamente e apesar das taxas ainda é uma forma bem barata quando comparamos ela com outras formas de financiamento rápido onde os juros pode ser 3 ou 4 vezes maiores.

Desvantagens:

Contratos, burocracia, demora:

Muitas vezes o sucesso de uma loja virtual é diretamente relacionado com o momento em que ela entra no ar, quanto mais rápido melhor e quando vamos fazer os contratos com as operadoras isso pode ser um grande problema.

O processo de cadastro com operadoras já foi muito mais demorado, mas apesar de ter melhorado muito nos últimos tempos ele ainda é muito mais lento do que efetuar um cadastro em um sistema de intermediação de pagamento e invariavelmente é necessário ter um CNPJ para conseguir realizar a contratação e isso, muitas vezes, é um complicador para quem está começando. Uma boa noticia é que o governo tem dado uma GRANDE ajuda para quem quer começar a empreender ou quer se formalizar com o programa do empreendedor individual que possibilita a obtenção de um CNPJ de forma rápida, fácil e barata.

Custos fixos ou investimento inicial alto

Dependendo do tipo de plataforma de loja virtual que você escolheu, principalmente as de código livre ou gratuitas, se quiser oferecer meios de pagamento direto com as operadoras precisará ou contratar um gateway de pagamentos para fazer com que a sua loja consiga se comunicar com as operadoras ou comprar módulos que permitam essa comunicação. Dependendo da plataforma que você tem esses módulos chegam a custar algumas centenas de reais.

Outro ponto que também precisa ser levado em consideração é que algumas operadoras cobram taxas mensais para permitir que a sua loja virtual possa oferecer meios de pagamento através delas, algo similar no mundo físico ao aluguem da maquina de cartão de credito.

Riscos de fraude e chargeback

Quem lê os contratos com as operadoras de cartão de credito para vendas on-line não assina, pois, basicamente, todo o risco fica a cargo do dono loja virtual. Por isso é importante que o administrador da loja tenha um contrato, mesmo que básico, com uma empresa de analise de risco (ex. ClearSale ou Fcontrol) e um processo, mesmo que simples, para validação e analise das vendas feitas por cartão de credito.

Sistemas de intermediação de pagamentos.

Os maiores e mais conhecidos no Brasil são o Pagamento Digital do Buscapé e o Pagseguro do UOL. São empresas que fornecem um serviço muito útil, pois facilitam a vida de todos que querem vender pela internet, pois com um único cadastro razoavelmente simples é possível oferecer para seus clientes diversas formas de pagamento sem nenhum custo fixo.

Vantagens:

Velocidade para afiliação

Com um cadastro simples e o envio de alguns ocumentos o lojista já pode começar a oferecer esses sistemas como uma opção de pagamento no seu site. Muitas vezes esses cadastros são concluídos em algumas horas.

Garantia de recebimento

Uma vez que a compra foi analisada e o dono da loja virtual recebeu a confirmação ele pode enviar a mercadoria sem medo que o intermediador garante que ele receberá o pagamento, menos as taxas do serviço, em sua conta, normalmente, em 14 dias.

Confiança e segurança

Segurança para o proprietário da loja que tem certeza que receberá pela venda e segurança e confiança para quem está comprando, pois esses sistemas de pagamento permitem que o cliente bloqueie o pagamento do lojista em até 14 dias após a confirmação da compra caso não receba exatamente o que comprou.

Apenas custo variável.

Utilizando esse sistema é a garantia de que você só terá custo caso efetue alguma venda. Eles, normalmente, não cobram nenhum tipo de anuidade, taxa de adesão ou manutenção. As únicas taxas cobradas são as que incidem em cima das vendas.

Recebimento integral das vendas rapidamente.

Para empresas que tenham alguma dificuldade em gerenciar o seu fluxo de caixa esses sistemas podem ser uma boa alternativa, pois o tempo médio para recebimento das vendas não parceladas é 50% mais rápido que o dos cartões de credito.

Possibilidade de grandes parcelamentos

Com esses sistemas é possível oferecer para os clientes parcelamentos em até 24x com jutos de 1.99% ao mês e continuar recebendo o valor da venda integral (menos as taxas pelo serviço) em 14 dias.

Desvantagens:

Taxas variáveis muito altas

As taxas que são cobradas em cima de cada venda são elevadas. Sem duvida, o serviço que essas empresas oferecem tem o seu valor e podem ser uteis em muitos casos, porem elas podem se tornar muito caras e não valerem a pena a partir de certo volume mensal de vendas.

Taxas para parcelamento sem juros

A maioria dos sistemas oferece a possibilidade de realizar parcelamento sem juros para o cliente, porem quem paga esses juros são o lojista e são taxas ainda mais elevadas do que as cobradas normalmente. Ou seja, há a possibilidade, mas você está disposto a pagar por isso?

Dificultam o processo de venda.

Na maioria dos casos o cliente faz todo o processo de compra e cadastro na loja virtual e quando vai pagar ele é redirecionado para o site dos sistemas de pagamento e lá, muitas vezes, precisa fazer o cadastro novamente. Os avanços das empresas de intermediação para tornar a interface deles mais simples e menos “traumática” são claros, mas, por algum motivo, muitos clientes simplesmente abandonam suas compras quando são direcionados para outro local na hora de efetuar o pagamento.

O que é melhor na minha loja?

O fato é que não existe uma resposta certa para essa questão, pois isso dependerá de muitas variáveis. Entretanto, para quem quer começar uma loja virtual rapidamente por ter urgência de colocar o projeto no ar ou simplesmente para conhecer como funciona o processo de vendas na internet o melhor caminho a seguir, sem duvida, é optar por um sistema de intermediação de pagamentos. Mas para quem já vende com esses sistemas ou para quem não tem certeza se vale a pena utilizar os intermediadores vale a pena refletir um pouco.

Uma indicadores empresariais que mais assusta os empreendedores, ainda mais os que estão começando e tem um orçamento apertado, são os custos fixos. Isso é o que faz a maioria dos lojistas desistir de oferecer meios de pagamento diretamente nas suas lojas virtuais, principalmente, os que utilizam alguma plataforma de comercio eletrônico gratuita que, normalmente, exige a contratação de um gateway de pagamento ou a compra de um modulo ou plugin para permitir que a loja se comunique com as operadoras. Caso você tenha uma plataforma que não precise investir nisso então pode ser ainda mais fácil para você.

Para conseguir fazer esse calculo precisamos levantar os seguintes valores:

  • Valor mensal de vendas por cartão de credito
  • Taxa percentual dos sistemas de intermediação cobrado em cima da venda
  • Quantidade de transações, na planilha abaixo utilizei um valor médio de R$ 150,00 por transação e dividi o valor vendido por mês por R$ 150,00
  • Taxa por transação cobrada pelos sistemas de intermediação
  • Taxa percentual das operadoras de cartão cobrada em cima da venda
  • Custos fixos como contratação de gateway de pagamentos ou investimentos em módulos e/ou programadores.
  • Um valor mensal para contratar uma empresa de analise de risco.

Coloque essas informações em uma planilha simples e verifique quando começa a ser financeiramente vantajoso para você oferecer meios de pagamento direto em sua loja. Abaixo um exemplo que montei só para ilustrar o que acabei de falar.

VENDAS ATRAVÉS DE SISTEMAS DE INTERMEDIAÇÃO
Vendas por cartão de credito R$ 4.000,00 R$ 10.000,00 R$ 30.000,00 R$ 40.000,00 R$ 50.000,00
% intermediação 6,40% 6,10% 5,70% 5,70% 5,70%
Transações mês 26,67 66,67 200,00 266,67 333,33
Valor por transação R$ 0,40 R$ 0,40 R$ 0,40 R$ 0,40 R$ 0,40
Custo mensal intermediação R$ 266,67 R$ 636,67 R$ 1.790,00 R$ 2.386,67 R$ 2.983,33
VENDAS ATRAVÉS DE CARTÃO DE CREDITO PRÓPRIO
Vendas por cartão de credito R$ 4.000,00 R$ 10.000,00 R$ 30.000,00 R$ 40.000,00 R$ 50.000,00
Taxa do cartão de credito 4,00% 4,00% 4,00% 4,00% 4,00%
Valor mensal gateway R$ 60,00 R$ 60,00 R$ 60,00 R$ 60,00 R$ 60,00
Analise de risco R$ 100,00 R$ 100,00 R$ 100,00 R$ 100,00 R$ 100,00
Custo mensal vendas diretas R$ 320,00 R$ 560,00 R$ 1.360,00 R$ 1.760,00 R$ 2.160,00
Diferença mensal -R$ 53,33 R$ 76,67 R$ 430,00 R$ 626,67 R$ 823,33

Como não há uma pesquisa ou dados que comprovem isso, apesar da minha experiência, não coloquei nessa conta o aumento natural das vendas devido adoção de meios de pagamento direto (de 20% a 30%, normalmente) nem os riscos de fraude (1% a 2% em cima das vendas). Mas não deixe de fazer os seus calculo e ver o que é mais vantajoso para a sua loja virtual.

 

Deixe seu comentário 🙂

[infográfico] 6 dicas para ter um cartão de visita perfeito

Cartão de visita PERFEITO!

Será que com tanta tecnologia presente em nosso dia a dia, os cartões de visita serão esquecidos? Acredito que não, pois, infelizmente não são todos que possuem acesso a alta tecnologia, com isso os cartões de visita continuam ganhando espaço.
Mas o que pode ser feito para que o cartão de visita não seja uma simples peça de divulgação? O ideal é ser criativo na confecção. Investir em informações relevantes e deixa-lo mais atrativo.

1 – Use a tecnologia a seu favor:

Você pode e deve usar a tecnologia na hora de montar o seu cartão de visita. Se a sua empresa tiver site é interessante colocar o endereço, até mesmo um QR Code. É a tecnologia trabalhando a seu favor. Outros dados importantes são: endereços de redes sociais e blogs. O consumidor atual procura todo e qualquer tipo de informação nessas mídias.

2 – Os diferenciais:

O formato do cartão é outro diferencial. Se você trabalha com roupas, por exemplo, seu cartão de visita pode ter um corte diferenciado, ser em formato de camisa ou calça ou fazer o cartão com bordas arredondadas. Existem várias opções, basta colocar a criatividade em prática.

3 – O brilho que faz a diferença:

Fazer um cartão de visita e acrescentar o brilho do prata ou dourado deixa o seu material com um toque de sofisticação. Só não exagere, para não dar um aspecto pesado.

4 – O verso não ficou esquecido:

O verso do cartão de visita é o local ideal para acrescentar uma imagem ou o logo da empresa e dar aquele destaque com aplicação de verniz localizado. Muito cuidado com as imagens, elas não podem fazer com que as informações importantes percam o destaque.

5 – Texturas:

Você também pode fazer o seu material com textura, fosca ou com brilho. A fosca deixa seu cartão com um toque mais suave. Já o texturizado fica como se houvessem ranhuras no papel.
Por fim, nada de deixar o seu cartão de visita guardado, sempre que tiver oportunidade divulgue sua empresa ou serviço.$

6 – Como fazer esse cartão perfeito?

Com a Dinamiza você consegue este cartão perfeito, com design e tecnologia a seu favor, em vários formatos, se você quer um cartão desses para você ou para sua empresa, com um ótimo preço é só enviar um e-mail para contato@edinamiza.com.br  e o melhor não importa da onde você é, o cartão fica pronto em 48h epode ser enviado pelos pelo correio.   PS: informe este código para ter o desconto especial deste artigo, código: 189DcD554

[video] Entrevista com Gustavo Mota, Como se Tornar um Freela Pro

Como se tornar um Freela Pro?

Neste video você vai poder acompanhar a entrevista do Pedro  Quintanilha com o Gustavo Mota CEO da We Do Logos, eles falam sobre o Freela Pro, o congresso online que começa dia 17 de março e vai até o dia 23 com palestras sensacionais, o intuito do evento e poder ajudar a tornar um freela amador em um freelancer profissional.

Acompanhe o video:

Inscreva-se GRÁTIS clicando aqui!

se quiser saber um pouco mais da história do evento, pode ler aqui.

banner 728x90

[infográfico] Estratégia 8P’s para geração de contatos qualificados

Estratégia 8P’s para geração de contatos qualificados

Saudações para você que está acompanhando nosso blog e nossas dicas.

Vou colocar logo aqui abaixo um infográfico que mostra uma das grandes estratégias dos 8P’s que nós usamos para alavancar seu negócio, a geração de contatos. Peço que observe o infográfico logo abaixo com muita atenção, talvez você não consiga entende-lo completamente e não saiba como aplicar estas técnicas em seu blog ou no site da sua empresa e gerar muitos contatos, mais agora você sabe que nós da Dinamiza podemos te ajudar com isso.

Quer implementar essas técnicas 8P’s na sua empresa? faça como muitas empresas entre em contato conosco: contato@edinamiza.com.br

Veja o infográfico:

8p's

 

Deixe seu comentário, é muito importante para nós.

Aqui está o link da nossa página no facebook: https://www.facebook.com/edinamiza

 

saiba o que você não pode usar na copa do mundo [infográfico]

Saiba o que não pode ser usado na COPA DO MUNDO

O maior evento esportivo do mundo, está cheio de restrições. A Copa do mundo é uma marca registrada da Fifa e por isso temos que tomar muito cuidado em tudo que formos fazer até mesmo aqueles folhetinhos e cartazes com com a tabela da copa.

Aproveito para deixar aqui uma dica muito boa para você ficar por dentro de tudo que envolve registro de marca no INPI, a partir do dia 17 começa o Freela Pro (se você não conhece pode ficar sabendo um pouco mais aqui neste artigo) onde a especialista Dra. Solimar Bertolleto vai palestrar GRATUITAMENTE falando a fundo deste assunto.

Para quem quiser se inscrever no evento e tornar-se um Freela Pro acesse www.freelapro.com.br

Eu achei esse  infográfico na internet em um excelente site o Iska Digital eles produziram este belo infográfico e eu gostei e achei muito informativo e coloquei aqui para você que nos acompanha poder ver, vou deixar aqui também o link do artigo original, para que você possa ver o que ele escreveu lá, artigo original aqui

Abaixo, veja o infográfico na íntegra com o que achei mais importante. Fique bem atento que nem o nome das sedes junto com o ano de 2014 pode ser utilizado, exemplo: “São Paulo 2014″. E lembre-se, consulte sempre: Acesse aqui, em português, todas as marcas e palavras registradas pela Fifa no Inpi.

Obs: Eu posso utilizar Copa do Mundo, logos, etc, desta maneira pois esta é uma matéria informativa sobre o uso indevido de marca. Seu caso é proibido somente quando há confusão se a empresa é patrocinadora do evento ou quando está relacionado diretamente às vendas.

Veja o infográfico imagina na COPA!

infografico-copa