Facebook para negócios: saiba como utilizar os novos botões

Se você costuma usar o Facebook para negócios, mas não tem tempo para se aprofundar sobre todas as nuances dessa plataforma, deve estar um pouco perdido com os novos botões de reações que foram implementados na rede social.

Além de permitir que as pessoas expressem seus sentimentos de outras formas além do “curtir”, esses botões também introduzem algumas mudanças nas estratégias das empresas no Facebook.

Por isso, no post de hoje, explicamos quais são as funções desses novos botões e como tirar melhor proveito deles na hora de fazer negócios online e atrair seu público-alvo. Continue a leitura!

Os novos botões do Facebook

Os novos botões de reações foram introduzidos mundialmente em fevereiro de 2016, mas as empresas que utilizam o Facebook para negócios ainda estão começando a entender a importância de utilizar esses botões.

Ao todo, além do famoso botão Curtir, que todo mundo já conhece, foram introduzidos cinco novos botões: Amei, Haha (rindo), Uau, Triste e Grr (raivoso). Originalmente, a ideia era lançar seis novos botões (um “legal” estava na lista). Entretanto, após alguns testes feitos em sete países — incluindo Portugal, Japão e Colômbia —, o Facebook decidiu reduzir a lista.

A ideia dessa novidade é dar aos usuários uma nova gama de possíveis reações ao conteúdo disponibilizado na rede social. Já para quem usa o Facebook para negócios, as alterações vão modificar um pouco a produção de conteúdo. É bom frisar que, em termos de anúncios ou postagens, nenhuma das reações é 100% negativa. Mesmo assim, como explicaremos a seguir, as empresas vão querer evitar receber as reações raivosas.

Como o algoritmo lerá as novas reações

Quando um usuário diz que “amou” um post, conteúdos similares vão aparecer com mais frequência na sua timeline. Já se um usuário teve uma reação raivosa ou triste a um post, o algoritmo vai diminuir a exibição de conteúdos desse tipo. Ao mesmo tempo, se um post é “amado” ou teve qualquer outra reação por muitas vezes em um curto período de tempo, ele será exibido para mais pessoas.

Para o usuário, a mudança das reações é como um “filtro” na timeline. O que ele adora, acha engraçado ou surpreendente aparece mais vezes, enquanto o que ele acha triste, enfurecedor ou ignora tende a aparecer menos. Normalmente, é o tema do post que recebe a reação: um Grr para a notícia de um acidente expressa raiva pelo ocorrido, não que a pessoa acha que a matéria é ruim. Mas, caso uma página tenha várias reações negativas de um mesmo usuário, esta aparecerá menos para essa pessoa.

Para as empresas, as reações são como termômetros do conteúdo divulgado. Quanto mais polêmico (capaz de gerar reações de ódio ou amor em pouco tempo), melhor, já que isso aumenta a exposição da página para outras pessoas. É quase como se o Facebook se voltasse para as outras pessoas e dissesse “Venham ver essa discussão e participem dela também!”.

As novas possibilidades de estratégias online

Portanto, como deu para ver, a ideia principal para quem usa o Facebook para negócios é conseguir reações das pessoas — preferencialmente positivas, para que seus conteúdos sejam filtrados como “bons” pelo algoritmo.

Confira abaixo três ótimas maneiras de utilizar os botões de reações em suas estratégias:

Qual você prefere?

Empresas podem mostrar produtos diferentes e pedir uma “votação” dos seguidores com as reações, para escolher o favorito da maioria. Quem prefere X clica em Curtir, enquanto quem prefere Y reage através do botão Amei.

Investigando a concorrência

Vá até a página dos seus concorrentes e veja como o público reage aos posts deles! Utilize essas informações para verificar como seu próprio conteúdo pode ser modificado para atrair cada vez mais a atenção do seu público-alvo.

Grandes momentos

Nas redes sociais, as pessoas reagem em massa a grandes acontecimentos esportivos e artísticos, além de lançamentos de produtos. Aproveite esses momentos para capturar a reação dos seus seguidores!

E então, gostou das novidades para aprimorar suas estratégias do Facebook para negócios? Para continuar acompanhando todo o nosso conteúdo, assine nossa newsletter e receba nossas postagens diretamente no seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *